VALDEMIR NUNES COMEMORA 30 ANOS DE AÇÕES CULTURAIS EM MACAU - Macau em Fotos

Ultimas Notícias

Home Top Ad

Anuncie Aqui

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, 6 de junho de 2020

VALDEMIR NUNES COMEMORA 30 ANOS DE AÇÕES CULTURAIS EM MACAU

Valdemir Nunes Comemora 30 Anos de Ações Culturais em Macau.
PRODUTOR CULTURAL VALDEMIR NUNES COMPLETA 30 ANOS DE TRABALHOS CULTURAIS NA CIDADE DE MACAU

Valdemir Nunes é natural de Assú, agraciado com o título de cidadão macauense. Seu envolvimento com a cultura macauense começou nos movimentos estudantis no qual participou da criação do 1º Grêmio Estudantil em Macau, e ainda, da fundação da maior entidade estudantil macauense, a AMES (Associação Macauense dos Estudantes Secundarista). Com a AMES, Valdemir começou a desenvolver projetos culturais e investir na criação de grupos de teatro com estudantes. A partir do desenvolvimento desses grupos criou a UJM (União da Juventude Macau) e em seguida o CEMOP (Centro de Mobilização Popular). Com o CEMOP, desenvolveu diversos projetos beneficentes através das artes no qual com apresentações culturais faziam campanhas para a população mais carente.

Com o crescimento do CEMOP veio seu maior envolvimento na cultura quando foi convidado a participar da Assessoria de Cultura de Macau (Ação Cultural) no governo de José Antônio de Menezes. De lá até aqui, foram vários projetos e ações realizadas na cidade de Macau e cidades vizinhas.

Valdemir também é ex-presidente da Fundação Municipal de Cultura e a frente da cultura de Macau coordenou 03 (três) Intervenções Culturais (100 dias de cultura); Coordenou 03 (três) Festivais de Músicas Carnavalescas; Foi o criador do Festival de Quadrilhas Juninas em Macau; Coordenou por 04 (quatro) anos os desfiles das Escolas de Samba; Realizou 02 (dois) Seminários de Desenhos em Macau; Coordenou O 2º Lançamentos de Poesias ao Mar; Realizou 03 (três) edições do projeto “Expressão das Artes”; Apoiou vários lançamentos de Livros dos Poetas Macauenses; Foi idealizador do projeto Escola de Artes com aulas de violão, teclado, cavaquinhos, flauta e canto, além de danças, capoeira, teatro, artesanatos e outras atividades; Incentivou e apoiou várias Exposições de Artistas Plásticos Macauenses; Realizou várias Semanas do Folclore; Realizou 03 (três) Feiras de Artes; Ajudou na criação do Grupo Maculelê; Apoiou a criação do primeiro grupo de Capoeira de Macau; Ajudou e incentivou o lançamento do Mamulengo Cabeça Redonda em Macau; fundador e Idealizador da encenação da Paixão de Cristo em Macau; Foi Fundador do Prêmio Arquivo Cultural; Foi um dos fundadores da Cia. Amagoa e levou Grupos Teatrais para participarem de Festivais no estado; um dos fundadores e idealizador do projeto Cantar à Praça, fundador do evento Arquivo Cultural – Os melhores da cultura de Macau; entre vários outros projetos.

Quem de Macau nunca recebeu um certificado com a assinatura de Valdemir Nunes ou quem nunca apreciou alguns de seus projetos desenvolvidos em Macau? A cultura de Macau se confunde com a história de Valdemir Nunes no qual temos a honra de parabenizar pelos 30 anos de serviços prestados à nossa cultura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages