PREFEITO E VEREADORES DISCUTEM ALTERNATIVAS PARA ORGANIZAR E REGULAMENTAR O SERVIÇO DE MOTO TAXI

Um dia após se reunir com representantes do Ministério Público, os moto-taxistas de Macau tiveram um encontro com o prefeito Kerginaldo Pinto, na presença do presidente da Câmara Municipal, vereador Emanuel Galdino e dos vereadores Joad Fonseca, Lampião, Dantas e Ely Montador. O objetivo da reunião que ocorreu na sexta-feira (24) foi discutir alternativas para apresentar às autoridades um plano com alternativas para a situação da fiscalização no trânsito pelo CPTRAN, que vem causando polêmica na cidade. Os condutores de motos que usam o veículo para trabalhar pedem que as autoridades avaliem os critérios que estão sendo usados na fiscalização, de forma que os mototaxistas e motofretes possam ter um tempo para a regularização dos veículos, junto ao Detran, como também questionam a questão da cobrança de documentos, já que uma parcela da categoria não dispõe da CNH-Carteira Nacional de Habilitação. Segundo o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Ubiratam Bezerra, estima-se que atualmente pelo menos 300 motos circulem na cidade como moto-taxi ou moto-frete. “São pais de famílias que muitas vezes tem o veículo como único meio de exercer uma profissão e obter seu ganha pão e sustentar o lar”, lembrou Ubiratam. Cronograma, Ficou acertado ainda na presença do prefeito Kerginaldo Pinto, que nesta segunda-feira (27), acontecerá uma assembleia no Teatro do Complexo João Penha, às 19 horas. Já no período de 28 a 30 de abril, será feito o cadastro de todas as motos que se enquadra nessa situação. No dia 6 de maio, as motos cadastradas serão identificadas com um adesivo e os condutores receberão uma carteira do departamento de trânsito do município.
Olá amigos leitores, peço que ajudem a compartilhar nas redes socias!
Compartilhe no Google Plus

Comunicado do Autor do blog Macau em Fotos

Galera "deixem seu comentário" Nos diga o que achou do assunto!
Deixe seu comentário Avisamos que você é o blog não responsabiliza por quaisquer argunto que agride pessoas ou ate instituição.